quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

O juramento da rainha

448 Páginas

Isabel é apenas uma adolescente quando a forçam a tornar-se uma peã numa conspiração para destronar o seu meio-irmão, o rei Henrique. Acusada de traição e posta cativa, Isabel percorre um caminho cheio de perigos, em que se sente dividida nas suas lealdades, até que, aos dezassete anos, se vê subitamente coroada rainha de Castela, o maior reino de Espanha.
Mergulhada num conflito mortal para manter o trono, está determinada a casar-se com o único homem que ama, mas que lhe é proibido: Fernando, príncipe de Aragão. Quando decidem unir os reinos de ambos sob o lema «uma só coroa, um só país, uma só fé», Isabel e Fernando - os Reis Católicos - deparam-se com uma Espanha empobrecida e cercada por inimigos. E ainda que com o futuro do trono em risco, Isabel tenta resistir às exigências do inquisidor Frei Torquemada, ao mesmo tempo que se deixa apaixonar pela visão de um enigmático navegador chamado Colombo.
Mas quando os mouros do reino de Granada declaram guerra, tem lugar uma violenta e terrível batalha contra um antigo adversário, que irá testar toda a determinação, a coragem e a crença tenaz que Isabel tem no seu destino.

Num panorama onde cada vez mais aparecem os chamados livros históricos, que de históricos só têm mesmo o facto de se passarem numa época anterior à segunda grande guerra, é sempre um prazer ler um verdadeiro livro histórico que nos enche as medidas e nos reaviva o gosto por este género literário.
Pessoalmente eu não conhecia nada da história de Espanha, acho que a minha costela lusitana falava mais alto e nunca procurei nada acerca dos nossos vizinhos. Mas isso foi uma grande falha da minha parte.
Adorei saber mais acerca desta rainha católica, acompanhar a sua vida e perder-me no seu mundo. E o que é melhor é que quando depois fiz uma pesquisa acerca do tema, pude comprovar a veracidade dos factos. é óbvio que romantizados mas muito concretos. O que só me fez ficar ainda mais contente por ter descoberto este novo autor. Espero que o continuem a publicar em Portugal, fiquei especialmente curiosa acerca de The Last Queen onde temos uma espécie de continuação com a história de Joana, filha Isabel e Fernando.

Lá fora

6 comentários: